SV#08 – Confraria – Tintos


confraria_tintos

Nossa primeira confraria de tintos contou com vinhos muito interessantes para sua faixa de preços. A degustação de um pinot noir e um carmenére chilenos e mais um malbec argentino rendeu dois programas! Neste aqui estão as notas da degustação, e no SV#09 você vai poder ouvir toda a discussão que gerou estas notas! Você tem que provar também para poder comparar e assim aprender mais! Minha dica para encontrar os vinhos é o site wine-searcher.com.

Para aproveitar melhor essa confraria, vale à pena conferir antes os programas que falam sobre vinificação SV#02 e SV#04 e sobre as técnicas de degustação no SV#03. Tintim!

espaco

Abaixo eu deixo um breve resumo da degustação, os links para as fichas técnicas e um mapa para conferir a região de procedência dos vinhos provados hoje.

espaco

Mapa de regiões vinícolas (Winefolly)

espaco

Leyda Reserva Pinot Noir 2011 »

Agitando a taca, a gente vê que é um vinho leve, quase não forma lágrimas. A cor é rubi intenso.  Para mim tinha reflexos cor de telha, o que indica a idade, mas talvez eu estivesse influenciada por saber que era 2011. Em nariz apresenta os aromas mais característicos da variedade: morango e framboesas! Também apresentou notas terrosas e um toque de caramelo, que indica a passagem por barrica.

Em boca se destaca a acidez. Bem marcada. Típico dos vinhos de pinot noir. Final meio largo, em grande parte devido à acidez. Muito baixa adstringência – outra característica dos varietais de pinot noir. Vino ideal para acompanhar pratos de sabores delicados de massas ou carnes brancas.

espaco

Ventisquero Reserva Carmenere 2013 »

Capa média alta, de cor bordo e sem indícios de evolução. Denso, move-se de forma parcimoniosa, Forma lágrimas grossas e que descem lentamente e colorem a taça. Em nariz mostrou-se fechado a princípio. Ao abrir-se revelou aromas a frutas negras como cassis e ameixa, com toques de pimenta negra, cacau e café, indicativos de sua passagem por barricas. Em boca apresenta ataque seco, com acidez marcada de forma equilibrada, contrapondo a presença destacada de taninos que, embora abundantes, mostravam-se redondos e agradáveis. Carmenére surpreendente e muito interessante, que acompanharia muito bem carnes gordas e pratos condimentados.

espaco

Norton DOC Malbec 2013 »

Cor rubi intenso, com capa média alta, forma lágrimas abundantes e finas. Em nariz apresenta baixa expressão aromática, com notas de frutas negras não claramente identificáveis, cacau e café. Em boca apresenta ataque seco, não característico para a variedade malbec, taninos aveludados que tornam sua passagem agradável, ainda que meio curta. Retrogosto levemente amargo. É um vinho equilibrado e redondo, ideal para acompanhar carnes magras ou massas mais elaboradas.

espaco

Créditos:

Sommeliers convidados: Alejandra Fajardo e Juan José da Costa

Música: Ammy Winehouse – Cupid

Mapa: winefolly.com

 

 

Comente! Além de me motivar, me ajuda a melhorar nossa viagem pelo mundo do vinho.