Taça: Roteiros

Sugestões completas de passeios

Fabiana Knolseisen, 23/10/2017

Quem visita o Vale dos Vinhedos chega aqui atrás dos vinhos, gastronomia e lindas paisagens. Visitar as vinícolas é obrigatório, tanto para conhecer seu produtor preferido como para escolher umas garrafinhas para abastecer a adega em casa. Como é inviável ir a todas, eu tive que dar um jeitinho para trazer para casa uma amostra variada com bons  preços e mais: aberto aos sábados!

espaço

Sim, isso quase se transformou num trauma quando eu me vi na sexta-feira à noite, me organizando para a volta no dia seguinte, e descobri que NÃO HAVIA LOJAS DE VINHOS EM BENTO GONÇALVES QUE ABRISSE SÁBADO! Quem me deu a dica foi o pessoal do hotel e estou aqui compartilhando.

espaço

O Del Filippi é um restaurante e fica na RS470, na saída de Beto Gonçalves e caminho de volta a Porto Alegre. Não tem tudo, claro, mas tem os maiores a ótimos preços. Aliás, os preços dos vinhos nos restaurantes de Bento me fizeram considerar seriamente a possibilidade de morar lá: praticamente os mesmos preços que a gente paga nas vinícolas – i.e., mais barato que muita loja de São Paulo e até de Porto Alegre! Eu ganhei desconto de 15% no preço do menu, então deve ter saído quase igual a ter comprado na vinícola.

 


Simples Vinho por Taça

  • Nem pense em deixar pra comprar vinho na loja do aeroporto: tem boa variedade, mas os preços são piores que os daqui de São Paulo! Por exemplo, o Syrah Reserva Almaúnica, que custa R$80 reais na vinícola sai a inacreditáveis R$140 no aeroporto!
  • Como é um restaurante, você sabe que os vinhos estão bem armazenados. Acho mais confiável que supermercado (que além de tudo tem variedade sofrível).
  • Tecnicamente, o restaurante está fechado no sábado de manhã, mas eu cheguei umas 10h30 e fui entrando sem nenhum problema. O pessoal já está a todo vapor trabalhando.
  • Se preferir, entre em contato com eles antes >>
  • No restaurante eles embalaram meus vinhos em caixas e fecharam com fita adesiva, mas no aeroporto eu tive que embalar as caixas para despachar (para que eventuais quebras não manchassem todas as malas do avião). As minhas caixas eu embalei num saco de lixo que a faxineira me conseguiu! Aquele pessoal que embala mala com plástico cobra R$60/caixa!
Meu carrinho de compras no Salón del Vino do Géant de 2016
Meu carrinho de compras no Salón del Vino do Géant de 2016
Fabiana Knolseisen, 01/05/2017

Sugestão de roteiro para curtir Montevidéu (e o Uruguai) você encontra bem explicadinha no programa SV#19. Aqui é pa-pum: só os nomes e links para os locais sugeridos.

blanco

Em Montevidéu

Comece tomando o ônibus turístico: você pode subir e baixar em qualquer parada durante todo o dia, mas eu recomendo fazer o circuito todo (leva 3 horas) e só descer para o almoço no Mercado del Puerto (Parada 0).

Montevideo Wine Experience bem em frente ao Porto, do lado de fora do Mercado. Aproveite uma das ofertas de vinhos por taça e a degustação de azeites ou opte pela caipirinha de sauvignon blanc. A atenção aqui fica por conta do Líber Pisciottano, que além de simpaticíssimo e ter sido eleito o segundo melhor sommelier do país em 2015, fala português.

Dagda Beer & Wine: provar vinhos, cervejas (uruguaias e internacionais), beliscar e até aprender sobre charutos com a Flávia e o Richard - dois ótimos sommeliers com paixões muito além do vinho. Não deixe de explorá-las e aprender sobre as cervejas artesanais e os charutos uruguaios!

Jantar no salão vermelho do Rara Avis dentro do Teatro Solís. É bem pomposo e tem música ao vivo nos finais de semana. E tango, claro!

Boca Negra: Um bar de tapas - comidinhas para "picar" - e vinhos que conta com aquelas máquinas Enomatic. Ótimo happy hour e para explorar os vinhos locais e importados.

Paninis: conta com Menu Ejecutivo no almoço durante a semana (entrada + principal + sobremesa + taça de vinho) ou dá pra pedir da Carta a "lasanha para compartir".

La Perdiz: em Punta Carretas perto do shoping.  Parrilla show, onde vão os locais. Para beber, confira o preço do Etiqueta Negra da Tarapacá - costuma valer super à pena.

blanco

Salón del Vino de Géant:  durante 3 semanas em junho o hipermercado promove os vinhos (uruguaios e estrangeiros) com stands de degustação e ofertas incríveis. A entrada é livre e pode até ir todo dia!

blanco

Prove também o caviar e os charutos hechos en Uruguay!

Bodegas:

blanco

A Leste: Maldonado e Punta del Este

Bodegas:

Sala de barricas na Pizzorno
Sala de barricas na Pizzorno
Visita em Alto de la Ballena
Visita em Alto de la Ballena
Boca Negra
Boca Negra
Recepção em Viñedo de los Vientos
Recepção em Viñedo de los Vientos

Restaurantes: Lo de Tere e Garzón (Francis Mallmman)

blanco

Hotel: Casa Pueblo

blanco

Meu azeite uruguaio preferido também é produzido nessa região, pela Finca Babieca.

blanco

Conheça também Cabo Polónio, uma vila hiponga à qual só se chega em 4x4. Vale conferir as dicas da Mile Cardoso sobre lá (e outras uruguaíces).

 

A Oeste: Colónia

Bodegas

Aqui também dá para conhecer a produção de azeites na Almazara Familia Longo.

 

Almacén de la Capilla
Almacén de la Capilla