Taça: Comer & Beber

Lugares para comer e beber

Ezequiel e equipe orientando os clientes na Sol Y Vino
Fabiana Knolseisen, 28/02/2017

Uma jóia no centrinho de Mendoza: preço bom, variedade e um time de profissionais verdadeiramente apaixonado por vinhos. É sua melhor pedida se rola aquela indecisão ao escolher o que levar para casa (são só 16 garrafas por adulto o limite permitido pela aduana brasileira). Além das dicas que eu dou no programa SV#15, o pessoal da Sol y Vino adora dar pitaco e é super simpático, fala português, leva os vinhos até o seu hotel e o dono, o Ezequiel, prometeu um brinde surpresa para quem for lá e disser que é ouvinte do Simples Vinho.l

 


Simples Vinho por Taça

  • Escolher o que trazer, diante de um leque tão grande de opções, é quase uma tortura mesmo. Explore as dicas dos profissionais.
  • Pense que é difícil também para eles indicarem coisas que você pode gostar se você não der nenhuma dica. Tente entender o que te agrada e expressar-se de forma objetiva.
  • A loja abre todos os dias de 10am a 9pm – às vezes mais. Eles entregam nos hotéis da cidade e fazem umas embalagens bem caprichadas para não quebrar nada.
  • Sempre rola uma degustação. Confira no FB os vinhos do dia.
  • Também rolam ótimas dicas sobre quais bodegas visitar segudo os interesses de cada um (e um mapinha ótimo!).
  • Dica quente: em Mendoza, além da bagagem despachada, se pode levar até 6 garrafas de vinho na cabine. Não aumenta o total que se pode trazer ao Brasil (12 litros ou 16 garrafas de 750ml) mas pode ajudar a driblar a cobrança de excesso de bagagem. Eu trouxe as minhas 16 garrafas sem pagar nada!!
  • Confira minhas dicas pessoais no SV#15.
  • Não esqueça de cobrar seu brinde! Promessa do Ezequiel!

latavina1    latavina2

Fabiana Knolseisen, 09/10/2016

La Rioja é uma das principais províncias produtoras de vinhos na Espanha. Aqui, aologrono redor do RioEbro e encampando parte do País Basco, há várias bodegas famosas – algumas centenárias, outras mais modernas – para visitar.

espaco

A capital, Logroño, é uma cidadezinha charmosa por onde passam os peregrinos que percorrem o Caminho de Santiago e, apesar de “transpirar vinho”, encontrar um local para provar vinhos interessantes é mais difícil do que se imagina. Justo por isso, para mim, o La Tavina foi um achado!

espaco

Maridaje regional: viura 15 anos e foie de pato agridoce
Maridaje regional: viura 15 anos e foie de pato agridoce

espaco

Nesta esquina da calle Laurel – a principal rua da parte histórica e foco do agito – se pode experimentar preciosidades por taça: até o valor de €15, eles abrem qualquer garrafa. Para acompanhar os vinhos, pintxos (que são pequenas porcões individuais, tipo petiscos, também chamados “picadas” em outras partes do país) premiados e caprichados. Os garçons – quase todos – entendem e gostam de vinhos, contribuindo com ótimas dicas até para a melhor maridaje – ou a harmonização – com os pintxos locais.

espaco

Isso no térreo, no balcão. No piso superior funciona um restaurante de verdade – outra raridade, porque o povo por aqui gosta mesmo é de ir andando de bar em bar durante a noite, só “pintxando” mesmo – e uma loja com ótimos preços e que funciona até meia-noite.

espaco

espaco

espaco

espaco

espaco

espaco

espaco

Simples Vinho Por Taça:

  • Sim, há muito vinho por taça e pintxos em muitos lugares, mas na maioria as opções são “tinto ou branco, comum ou crianza (no caso dos tintos)” e só. Se você não insistir nem vê o que está tomando. Os brancos normalmente são “Rueda” (uva verdejo da D.O. Rueda); os tintos costumam ser de uva tempranillo dali de Rioja mesmo. O termo “crianza” indica passagem por barrica de pelo menos 12 meses e guarda em garrafa de mais pelo menos 12 meses
  • Viña Gravonia – Bodega Lopez Heredía: estava na minha lista e, antes de comprá-lo na loja eu pude prová-lo no bar do térreo, acompanhado de um foie de pato com molho agridoce como pintxo. É um vinho branco de 15 anos e eu estava curiosíssima para experimentar um branco tão idoso! €12 na lojinha do piso superior!
  • Não perca: vinho branco de uva tempranillo BRANCA! Descoberta há cerca de 10 anos, é uma mutação da tempranillo tradicional, típica da região. Foi o garçom que me contou a história, que eu pude confirmar no Google depois
  • Não deixe de visitar a exposição sobre a cultura do vinho de Rioja. Experiência sensorial interessantíssima, conta também com cursos e wine bar.
  • 3 das 10 bodegas arquitetonicamente mais impressionantes da Espanha estão perto de Logroño (há controvérsias: tem gente que acha que é mais…)
  • Curiosidade: a DOCa (Denominação de Origem Calificada) Rioja inclui vinhedos localizados na província vizinha, o País Basco.