SV#25 – Dupla Poda e Dupla Safra

Fabiana Knolseisen, 09/08/2017

É vinho brazuca dos 4 cantos do país: tem a dupla poda, que está na moda, e a dupla safra, nem tão na moda mas mais antiga. Tudo premiado e produzido com autêntica tecnologia tupiniquim: Brasew-sew-sew. Tintim!

espaço

Alguns dos produtores comentados no programa que recebem visitas:

São Paulo / Sul de Minas

  • Entre Vilas – orgânica, sem poda invertida, perto da Pedra do Baú. Tem restaurante
  • Guaspari – Espírito Santo do Pinhal. Estrutura turística
  • Góes – em São Roque, com estrutura turística e restaurante.
  • Casa Geraldo – Andradas-MG, com estrutura turística e restaurante.
  • Micheleto – Louveira
  • Terrassos – Amparo

Centro-oeste

Vale do São Francisco

Créditos e agradecimentos:

  • Agradecimento especial à Isabela Peregrino, enóloga pesquisadora na Epamig por me receber e explicar com suprema paciência e simpatia, pela enésima vez e em plena época de vinificação, a dupla poda e os estudos sendo desenvolvidos.
  • Agradecimento também super especial à Lara Alcântara, da Casa Verrone, por me acompanhar à Epamig e apresentar seus ótimos vinhos paulistas.
  • A foto em destaque no post veio desse artigo – bem legal, por sinal – em que o Fernando Dourado Filho analisa nossas mazelas como povo ilustrada pelo personagem Zé Carioca.
  • Música tema: Brasil Pandeiro, de Assis Valente, nas vozes de brasileiros dos 4 cantos.

  • Na abertura você ouviu, como sempre, Jane Monheit e Michael Bubblet: I won´t dance

Comente! Além de me motivar, me ajuda a melhorar nossa viagem pelo mundo do vinho.