SV#05 – Confraria 1: Brancos Jovens


Confraria_brancos_jovens1

Essa cofraria foi tão legal que, para manter o episódio abaixo dos 15 minutos eu tive que repartir em 2 áudios. Confira as notas de degustação para os 2 sauvignon blancs e, já já, as notas sobre os 3 torrontéses que provamos. Tintim!

Sauvignon Blanc

Reservado Santa Carolina – 2015: Chileno do Vale Central. Cor amarelo pálido com reflexos acerados. Baixa intensidade aromática, com notas principalmente herbáceas e toques de frutas brancas e não muito maduras como pêra e torta de maçã. Em boca destacou-se seu perfil herbáceos, amplificado pela acidez pronunciada e um toque de adstringência, que o torna gastronômico (para acompanhar refeições). Final largo para a classe de vinho.

Portillo, Bodegas Salentein – 2015: Argentino de Mendoza. Cor amarelo pálido com reflexos acerados. Boa intensidade aromática, com notas de frutas tropicais como melão caipira, goiaba e um toque calcáreo. Acidez equilibrada e agradável. Vinho leve e fresco com traços de agulhas.

Torrontés

Estou terminando a edição da degustação e já já publico!

Território – 2014» 100% torrontés do Valle Calchaquí, 1700 mts. / Salta, Argentina.

Ominium – Bodega Viniterra – 2014: Mendoza, Argentina. O site é www.omniumwines.com.ar, mas o torrontés não aparece lá.

San Huberto – 2013» 100% Torrontés Riojano

 

 

Exemplos de gráficos teia de aranha: O personagem 3, se fosse um vinho, não seria redondo pois sua característica “inteligência” não está em equilíbrio com as demais. Graficamente esse desequilíbrio se expressa como uma depressão que arruína a forma arredondada do gráfico.

      graf_teia_personagem      graf_teia_faturamento

Comente! Além de me motivar, me ajuda a melhorar nossa viagem pelo mundo do vinho.